Do pop ao teatro de rua: revoluções ibéricas de género em António Variações e José Pérez Ocaña

Pepe, Paulo (2016) Do pop ao teatro de rua: revoluções ibéricas de género em António Variações e José Pérez Ocaña. PhD thesis, University of Nottingham.

[img] PDF (Thesis - as examined) - Repository staff only - Requires a PDF viewer such as GSview, Xpdf or Adobe Acrobat Reader
Download (2MB)

Abstract

A minha pesquisa debruça-se sobre as produções musicais e as performances de António Variações em Portugal e de José Pérez Ocaña em Espanha. Primeiramente, desenvolverei uma análise crítica sobre a sexualidade, o género e as construções binárias da masculinidade e da feminilidade. Explorarei como os atos sexuais entre pessoas do mesmo sexo começaram a ser legislados e medicalizados pelas sociedades ocidentais e de que maneiras é que a (homos)sexualidade foi sucumbida ao bas-fonds pelos regimes ditatoriais.

Neste estudo oferecerei uma leitura atenta das criações culturais de Variações e de Ocaña. Para apoiar a análise textual, musical e visual das representações culturais selecionadas, a teoria queer será adoptada como modelo teórico. Os principais conceitos postulados e estabelecidos por Michel Foucault, Judith Butler, Eve Kosofsky Sedgwick, entre outros, serão aplicados às produções culturais para permitir uma deconstrução queer dos textos, das performances e das relações com o contexto histórico, social e cultural de Portugal e de Espanha.

Para além deste objectivo geral, o principal objectivo desta pesquisa é demonstrar a importância que António Variações e José Perez Ocaña tiveram na construção de uma cultura queer nestes países, uma vez que ambos os países haviam sido “dominados” durante décadas pelos regimes ditatoriais Salazarista e Franquista. Estes regimes defendiam a ideia de que a homossexualidade era uma “perversão” e como tal, esta teria que ser ser exterminada, de maneira a não pôr em causa os bons valores e a moralidade destas nações. Portanto, o objectivo principal desta tese será a análise das performances destes artistas em contraponto às representações dominantes de género estabelecidos por estes dois regimes ditatorias e as razões que levaram a estes artistas a usarem a música e as performances para expressarem género não-normativo e identidades sexuais. Ao analisar estes períodos poderemos observar os motivos pelos os quais a cultura queer era inexistente, ou mais problematicamente, invisível.

Item Type: Thesis (University of Nottingham only) (PhD)
Supervisors: Sabine, Mark
Miranda, Rui
Subjects: M Music and Literature on music > ML Literature of music
P Language and literature > PN Literature (General) > PN2000 Dramatic representation. The Theater
Faculties/Schools: UK Campuses > Faculty of Arts > School of Modern Languages and Cultures
Item ID: 33634
Depositing User: Pepe, Paulo
Date Deposited: 20 Jul 2016 06:40
Last Modified: 29 Sep 2016 08:22
URI: http://eprints.nottingham.ac.uk/id/eprint/33634

Actions (Archive Staff Only)

Edit View Edit View